Traumatismo Crânio-Encefálico

 

    Aproximadamente metade das mortes decorrentes do trauma, envolvendo acidentes de trânsito, ferimentos por tiros, armas brancas, e outros tipos de violência interpessoal, agressões e quedas, acontecem devido ao Traumatismo Crânio-Encefálico (TCE).

 

    O TCE pode atingir tanto crianças quanto adultos, sendo a principal causa de morte em adultos jovens. Cerca de 10% dos doentes com TCE morrem antes mesmo de chegar ao hospital. 25% dos casos graves exigem uma intervenção cirúrgica, e quando o TCE não leva à morte, na maior parte das vezes, deixa o paciente com sequelas, levando à invalidez e comprometendo seu trabalho e relações sociais.

 

    O que é Traumatismo Crânio-Encefálico (TCE)?

 

   O Traumatismo Crânio-Encefálico é uma agressão ao cérebro provocado por um impacto ou movimentos de aceleração ou desaceleração brusca da cabeça. O TCE pode envolver danos ao couro cabeludo, caixa craniana, encéfalo - que engloba a porção superior da medula espinhal, bulbo, tronco cerebral, cérebro e cerebelo - e meninges - as membranas que revestem o cérebro.

 

Podemos dizer que o TCE é um processo dinâmico, pois as sequelas que ele deixa podem progredir e evoluir com o tempo.

 

Está dividido em três tipos:

 

   Traumatismo Craniano Fechado - Quando não há ferimentos no crânio, ou existe apenas fratura linear que não acarreta desvio na estrutura óssea, podendo ser subdividido em concussão - que não apresenta lesão macroscópica do cérebro -, e traumatismo com lesão do parênquima cerebral, no qual pode manifestar-se por edema, contusão, laceração ou hemorragia.

 

   Fratura com Afundamento do Crânio - Neste caso, couro cabeludo e músculo pericrânio estarão íntegros, porém o fragmento do osso fraturado se encontrará afundado, podendo comprimir ou lesionar o cérebro.

 

    Fratura Exposta do Crânio - Neste caso, há evidência de que o couro cabeludo e músculos pericrânios foram lacerados. Existe comunicação direta entre a região externa do crânio com o parênquima cerebral por meio dos fragmentos ósseos e pela dura-máter - grossa e dura membrana próxima ao crânio, também lacerada.

 

  O Traumatismo Crânio-Encefálico pode ser classificado como leve, moderado e grave, e o prognóstico do paciente depende dos aspectos anatomoclínicos e evolutivos do TCE.

 

  • Facebook Social Icon
  • whatsapp-512
  • Instagram ícone social

Cirurgias: Hérnia de disco, Estenose, Fratura Vertebral, AVC, Aneurisma, Hipófise, Neurocirurgia Funcional, Espondilólise e Espondilolistese, 

Síndrome do Túnel do Carpo, Dor crônica

© Clínica Regenera. Criado por

logo_spine.gif