Tratamento Cirúrgico de Tumores do Canal Medular

 

Tumor Medular designa todas as formações celulares irregulares que se desenvolvem no interior do canal raquidiano, no qual a medula espinal se encontra, e podem provocar a destruição da própria medula ou das raízes nervosas que dela nascem.

As repercussões do desenvolvimento do tumor dependem de sua localização e ritmo de crescimento. Basicamente, a compressão ou destruição do tecido nervoso manifesta-se por meio de um aparecimento progressivo de problemas relacionados com a sensibilidade e com a força muscular nas regiões do corpo inervadas pelas raízes nervosas do segmento medular afetado e, por vezes, pelas raízes que nascem abaixo do mesmo.

 

Podemos citar dois tipos de tumores: os tumores primitivos, que surgem na própria medula espinal, e os tumores secundários, provenientes de um tumor primitivo situado em outra parte do organismo.

 

Tumores Medulares Primitivos – Representam sensivelmente 60 a 70% dos casos e costumam desenvolver-se a partir dos tecidos formados na medula espinal, especificamente as raízes espinhais, membranas das meninges que revestem a medula e a coluna vertebral.

 

Tumores Medulares Secundários – Correspondem a metástases, ou seja, a focos de tumores provocados pelo crescimento de células cancerosas provenientes de um tumor primitivo mais ou menos afastado que chegue até à medula por meio da circulação sanguínea. Embora a medula possa ser alvo de inúmeras metástases, os mais frequentes são o da mama, próstata, pulmão, rim e o da tiróide.

 

  • Facebook Social Icon
  • whatsapp-512
  • Instagram ícone social

Cirurgias: Hérnia de disco, Estenose, Fratura Vertebral, AVC, Aneurisma, Hipófise, Neurocirurgia Funcional, Espondilólise e Espondilolistese, 

Síndrome do Túnel do Carpo, Dor crônica

© Clínica Regenera. Criado por

logo_spine.gif